bolsa para quem faz curso superior

As vezes é muito difícil estudar e trabalhar ao mesmo tempo, principalmente quando não se trabalha na mesma área dos estudos e estes precisam de uma atenção especial para serem produtivos.

Pensando nisso o governo federal lançou o programa de bolsa permanência que é destinado a estudantes do ensino superior que foram beneficiados com bolsas integrais do Prouni. Estudantes em situação de pobreza. Estudantes indígenas e quilombolas.

A quem se destina:

O beneficio é destinado para o custeio das despesas educacionais, tais como, alimentação, transporte e compra de materiais e seu valor máximo é o mesmo de uma bolsa de iniciação cientifica.
Para que possa receber este beneficio, o aluno precisa estar matriculado em cursos presenciais que tenham no mínimo 6 semestres de duração e carga horaria média igual ou maior que 6 horas diárias. A carga horaria é calculada dividindo a carga horaria miníma total do curso e o prazo mínimo em anos x o numero de dias do ano letivo.





Como funciona:
A seleção para  a bolsa de permanência ocorre no dia 1º de cada mês e o recurso é pago diretamente ao estudante por meio de cartão beneficio (pode ser sacado em qualquer lotérica ou agência da caixa) e seu valor aproximado é de R$ 400,00  e pode ser acumulada com outras bolsas educacionais, como a própria iniciação cientifica.
Para ter direito a bolsa de permanência o estudante deve possuir renda mensal per capta inferior ou igual a 1 salario mínimo e meio, não ultrapassar  2 semestres do tempo regular para se formar (tomar cuidado com as DPs e não trancar o curso) assinar um termo de compromisso e ser aprovado e mensalmente homologado pela instituição de ensino.
Estudantes  indígenas e quilombolas podem receber o beneficio da bolsa permanência independente da carga horaria do curso em que estiverem matriculados.

Como receber:

Para que o estudante possa receber  o beneficio a instituição de ensino em que esta matriculado deve estar cadastrada e preencher e firmar o termo de adesão.
O estudante apto deve abrir uma conta corrente na caixa ou no Banco do Brasil, depois disso deve procurar a coordenação do Prouni em sua instituição de ensino com seu RG, CPF, comprovante bancário com os dados de sua conta corrente que deve ser individual e estar no mesmo CPF do estudante. Então seu cadastro será efetivado e o termo de adesão  da bolsa permanência será assinado. O pagamento do beneficio esta condicionado a disponibilidade e orçamento do MEC.
A bolsa não é retroativa, ou seja, o beneficiário não recebe os meses anteriores ao pedido de bolsa. A bolsa permanência é encerrada quando a bolsa do Prouni é suspensa ou encerrada, utilização dos recurso da bolsa para outros fins que não sejam suas despesas educacionais ou se o curso deixar de atender as diretrizes necessária para o beneficio quanto a sua carga horaria.