como fazer transferência de divida de carro

Muitas vezes na hora de comprar um carro, você se depara com uma boa oferta, de um modelo que você quer e num valor que você tem condições de pagar, mas é necessário transferir a divida de financiamento do veiculo para seu nome e isso deixa a maioria das pessoas bastante receosas pois sempre se corre o risco do carro ou moto estar com varias parcelas atrasadas e já estar em processo de recuperação.
Em geral, a maioria das financeiras não dificultam a transferência do financiamento para um novo proprietário desde que o novo proprietário do veiculo apresente documentos que comprovem a condição de pagar, neste caso o holerite, declaração de importo de renda ou mesmo a movimentação da conta bancaria dos últimos 3 meses são aceitos.
Também é exigido pela maioria das financeiras que o veiculo esteja regularizado, sem multas, com o IPVA e DPVAT em dia e licenciamento do ano já feito com as inspeções municipais em dia e sem atrasos com a financeira.




Além disso é necessário que o novo proprietário do veiculo pague taxas de transferência a financeira e em alguns casos uma taxa de emissão de um novo carnê de financiamento no nome do novo proprietário.
Embora o processo seja rápido e sem muita complicação, existem cuidados que são necessários para evitar aborrecimentos.
Na hora de vender  um carro com parcelas de financiamento em andamento, jamais se deve aceitar entregar o veiculo ao comprador sem que a divida seja transferida legalmente para o nome dele. Muitas pessoas com algum problema no nome ou por algum outro motivo vão preferir pagar o veiculo no nome do dono original, mas isso pode causar grandes problemas .
Além de, se o novo proprietário do veiculo  não pagar suas dividas o nome do dono original ir para o SPC / SERASA, se houver algum crime de transito ou o novo proprietário cometer infrações, quem responde é o dono original, as multas e infrações serão creditadas a ele. na pratica, além de pagar as multas, o dono original pode perder a carta ou responder na justiça por qualquer falta civil ou criminal que for cometida com o veiculo que ainda esta em seu nome.
Caso o dono do veiculo alienado esteja querendo vender para comprar um carro mais novo, é possível possível trocar de carro e transferir a divida para o veiculo novo, nesta caso é possível que a divida continue ou mesmo aumente, por isso essa possibilidade só é indicada para aqueles que querem vender para adquirir outro veiculo e não para quem precisa de dinheiro.
Se o comprador não pode por algum motivo ter uma divida ou financiamento em seu nove mas tem condições de quitar o carro, também é possível quitar o veiculo de uma só vez , neste caso é possível pedir o abatimento dos juros que existem nas parcelas restantes.
Já quem deseja comprar um carro e transferir a divida para seu nome deve verificar se não existem dividas ou parcelas atrasadas antes de comprar o veiculo pois caso existam essas parcelas atrasadas vão incidir no contrato do comprador.