Como casar de graça

Muitas pessoas sonham em se casar, mas não tem condições de pagar pelo casamento civil, veja como se casar de graça.

Muitos casais vivem durante anos juntos, sonhando em oficializar sua união mas sem condições de arcar com os custos e taxas cobrados em cartórios.

Dificuldades enfrentadas quando não é formalmente casado:

A união não oficial pode  causar transtornos no futuro, como no caso de falecimento de um dos dois, o outro não pode requerer o fundo de garantia nem os seguros de vida que algumas empresas dão como beneficio a seus funcionários e a pessoa que não é casada, mesmo que viva em união estável declarada não pode carregar o sobrenome do companheiro o que também pode causar constrangimento a algumas pessoas.
Alguns financiamentos e empréstimos só podem ser feitos considerando a renda do casal quando este é legalmente casado ou tem ao menos a declaração de união estável

Diferenças entre casado e união estável:

Apesar de tanto o casamento quanto a união estável poderem dar inicio a uma família, existem algumas diferenças entre eles.
 Na formação da relação, que no casamento se dá por cerimonia realizada por um juiz de paz, com assinatura de testemunhas e emissão de certidão de casamento. Na união estável basta o desejo do casal e o fato de terem uma relação publica, duradoura e fixa, independente da certidão que neste caso  é da escolha do casal.







casar de graça

Também existem diferenças no fim da relação, que no caso do casamento exige ação judicial no caso do casal ter filhos menores de 18 anos ou pelo menos uma certidão publica no caso de casais sem filhos quando o divorcio se da de comum acordo dos dois. Já na união estável, basta que a relação deixe de existir e que se possa comprovar isso, como a mudança de endereço de uma das partes ou mesmo o cancelamento de uma conta conjunta.

No caso de falecimento do cônjuge, quem é casado tem direito aos bens do falecido, mesmo os que foram adquiridos antes do casamento, dividindo com os filhos do falecido. Além de direito a contas trabalhistas do cônjuge, como fundo de garantia, pensão por morte e transferência de aposentadoria. Já no caso de união estável, o companheiro restante tem direito apenas aos bens conquistados ao longo do relacionamento, não sendo herdeiro de bens adquiridos antes do casamento a não ser quando isto é especificado em testamento do falecido.

Como se casar gratuitamente:

Os casais que desejam oficializar sua união com casamento já podem contar com alguns recursos para fazer isso gratuitamente. 
É possivel fazer isso com uma declaração de baixa renda ou através do casamento comunitário.

Declaração de baixa renda:

Um deles é apresentar no cartório de registros uma declaração de baixa renda, onde os noivos declaram e assinam não ter condições de arcar com as despesas de um casamento convencional, No caso do casamento civil gratuito, os noivos pagam apenas uma taxa de mais ou menos 15% do valor total cobrado por cartórios, valor que não passa de 30,00 R$.
 A declaração de baixa renda precisa conter o RG e CPF  da pessoa. Você precisa declarar participar de programas de distribuição de renda como bolsa família ou renda cidadã (apenas se realmente participar) ou que sua renda familiar bruta não ultrapassa o valor de 2 salários mínimos. 
Esta declaração pode ser feita a mão ou impressa de um modelo e preenchida. Vá até um cartório de registro (onde for fazer seu casamento) e pergunte sobre a declaração de baixa renda.

Casamento Comunitário:


Também existe a possibilidade de se casar em uma cerimonia comunitária.
Alguns municípios dão a possibilidade a seus habitantes de realizarem o Casamento Comunitário sem nenhuma despesa para o casal, que recebe convites, e até as alianças para a cerimonia. Para se inscrever e participar do casamento comunitário, os noivos devem procurar o fundo social de solidariedade ou a secretaria de cidadania de sua cidade com
  •  RG e CPF
  • comprovante de residencia no nome de um dos noivos
  • certidão de nascimento no caso dos solteiros,  casamento e óbito do antigo companheiro em caso de viúvos e certidão de casamento com averbação do divorcio no caso de divorciados.
Embora exista uma cerimonia em que todos os casais participam e recebem suas alianças, seu casamento acontecera em uma cerimonia particular no cartório, onde os noivos assinam os documentos, com seus padrinhos e suas famílias. A cerimonia coletiva não é obrigatória.

Para maiores informações procure um cartório de sua cidade ou a prefeitura de seu município.