Como fazer vasectomia pelo SUS

Alguns casais quando decidem não ter mais filhos precisam decidir qual a melhor forma de evitar que uma gravidez acidental possa acontecer, alguns tem opção de se manter utilizando métodos contraceptivos   não definitivos, mas quando  por algum motivo não existe essa opção, ou se quer dar uma solução definitiva, é possivel pensar em cirurgias como a vasectomia e a laqueadura.
Muitos homens ainda tem receio da vasectomia, já que muitos acreditam que a cirurgia poderia deixa-los incapazes do ato sexual, como ocorre com animais após um procedimento de esterilização, outros tem medo de não conseguirem mais ejacular e passar por constrangimentos futuros. Ambos os temores são infundados.

Porque fazer:

A vasectomia é uma  cirurgia simples, bastante segura e rápida onde os canais deferentes localizados na bolsa escrotal são cortados ou obstruídos,  impedindo que os espermatozoides alcancem o liquido ejaculado pelo homem. Em 20 ou 30 minutos o procedimento é finalizado e como é feito com anestesia local, o homem  pode ir para casa  no mesmo dia sem a necessidade de internação, a vasectomia não interfere no desempenho sexual do homem.
Caso o homem futuramente se arrependa de ter feito a vasectomia é possivel reverter a cirurgia com sucesso significativo e de forma mais eficiente que uma laqueadura, pois mesmo após se passarem 14 anos da cirurgia, ainda tem maior chance de uma nova gravidez do que  uma reversão de laqueadura (chances de 76% em 3 anos, 53% em até 8 anos e 44% em até 14 anos contra 40% em caso de reversão de laqueadura, independente da época).

Quem tem direito a salário família


Como fazer laqueadura pelo SUS




Quem pode fazer:
No Brasil, um homem pode solicitar a cirurgia de vasectomia quando tem mais de 25 anos e/ou tem pelo menos 2 filhos vivos.
Para isso é preciso manifestar este desejo em um documento assinado e registrado em cartório, após registrar em documento que deve ser estregue em uma unidade de saúde, o homem ou casal caso seja casado ou viva em união estável precisa  participar de reuniões com profissionais de saúde  de diversas áreas diferentes, em alguns casos com psicólogos onde será orientado sobre outros métodos contraceptivos que podem ser utilizados com segurança sem que haja necessidade de cirurgia, caso o homem ou casal  ainda deseje realizar a vasectomia, deve aguardar pelo menos 60 dias, onde o ministério da saúde será notificado.
Homens casados ou que vivam em contrato de união estável apenas podem fazer  a vasectomia com o consentimento expresso de seus cônjuge.

Cuidados após a cirurgia:

Após a cirurgia é preciso tomar alguns cuidados, pois esta não é eficaz nos primeiros dias ou meses após o procedimento,  como ainda existem espermatozoides no liquido ejaculado  a principio, pode ocorrer uma gravidez. Por isso é preciso utilizar preservativo ou outro método contraceptivo.
Também é preciso esperar alguns dias ( em torno de uma semana) para voltar a ter relações sexuais, onde será realizada uma revisão da cirurgia.
Após 30 ejaculações é preciso realizar um espermograma para garantir que não restam espermatozoides no liquido seminal.
No dia da cirurgia, o homem deve ficar em repouso após o termino do procedimento,  também é recomendado aplicações de bolsas de gelo para evitar dores.
Se você esta interessado, procure uma unidade de saúde próxima a sua casa  e receba orientações sobre o procedimento.