O que fazer em caso de assedio moral

 Se por vezes você é vitima de piadas e brincadeiras de mau gosto que se repetem diariamente em seu ambiente de trabalho. Se é isolado por sua equipe ou tem de passar por humilhações contantes e xingamentos por parte de colegas ou superiores que se repetem com frequência você pode estar sendo vitima de Assedio moral.
Muitos trabalhadores aguentam por não entender direito o que está acontecendo  ou por não saber como agir e acabam prejudicando sua saúde mental e física ou simplesmente abrindo mão de seus empregos.
Se você é vitima de assedio moral não se cale nem pense que a culpa é sua, reaja pois é no seu silencio que o agressor se apoia.
A primeira providencia a tomar é  anotar tudo sobre as agressões, data e hora, quem testemunhou , o que foi dito ou feito e qualquer outro detalhe que ache importante e procurar o departamento de RH ou jurídico de sua empresa para comunicar o que está  havendo, é obrigação da empresa corrigir a situação, conversando ou punindo o responsável tanto com advertências ou até demissão por justa causa. Caso a empresa não tome providencias a responsabilidade recai sobre ela podendo caber indenização por assedio moral.

Não fale com o agressor em particular, tenha sempre um colega de trabalho por perto.
Caso as agressões continuem ou você já tenha sido ameaçado e tema por sua segurança se denunciar, reúna provas além de suas anotações, converse com colegas que sofram o mesmo tipo de abuso ou testemunhem  a sua situação e reúna testemunhas, se possível faça gravações  e filmagens das agressões. Procure nos sindicatos de sua categoria mostrar aos dirigentes sindicais ou  converse com um advogado do sindicato, da defensoria publica ou um em que confie e peça orientações.

 Sugiro que leia:

O que é assedio moral

Como conseguir um advogado de graça

Como consultar processo trabalhista.



Procure o centro de Assistência medica ao trabalhador  ou mesmo um assistente social ou psicologo e relate o que aconteceu para que ele te ajude a superar os danos causados pela agressão moral.

Se você é testemunha de atos de assedio moral, ajude e oriente seu colega pois o agressor não vai parar e talvez você seja a próxima vitima.
Não fique em silencio, denuncie!